TREM TURÍSTICO: ÁGUAS DA PRATA ASSINA CARTA DE INTENÇÃO COM POÇOS DE CALDAS PARA REATIVAR A ATRAÇÃO TURÍSTICA ENTRE OS DOIS MUNICÍPIOS

0
329

Uma nova tentativa de reativação do passeio turístico via linha férrea entre Águas da Prata e Poços de Caldas acaba de acontecer. No passado, várias tentativas já foram feitas por ambas as cidades, sem resultado.  Desta vez, o objetivo tem mais chances de ser alcançado, pois de acordo com representantes poçoscaldenses, o interesse partiu do governo estadual mineiro que teria procurado autoridades de Poços de Caldas para discutir a questão.

INTERESSE PRATENSE 

O prefeito de Águas da Prata, Carlos Henrique Fortes Dezena e a Secretária Municipal de Turismo e Cultura, Luciana Sargaço, se reuniram na manhã desta segunda, 03, com o Secretário Municipal de Turismo de Poços de Caldas, Ildeu Pereira, o Diretor de Turismo, Israel de Souza Pereira e o Engenheiro Manoel Pereira de Mello Filho. 

A prefeitura de Poços quer uma manifestação formal da prefeitura de Águas da Prata sobre a intenção da reativação do Trem Turístico que faz a ligação entre as duas cidades. Uma carta de intenções já está sendo providenciada. “Ficamos felizes com a visita e muito empolgados. Desta vez o interesse parte do governo de Minas, o que nos dá mais esperança de que o projeto pode ser executado. É uma notícia esperada há muitos anos pelos pratenses e estamos empenhados, mais do que nunca nessa questão, junto com a prefeitura de Poços”, disse o prefeito Carlos Henrique Dezena. 

VISTA DE TIRAR O FÔLEGO 

O passeio corta parte da Serra da Mantiqueira, justamente o trecho que liga o centro de Águas da Prata com a Estação Bauxita, no centro de Poços de Caldas. A paisagem deslumbrante e o charme de uma viagem de trem fazem do passeio algo especial. A opção de lazer funcionou  

Para a Secretaria de Turismo e Cultura pratense, a ideia vem de encontro com empenho da prefeitura de Águas da Prata em conseguir a posse da Estação Ferroviária da cidade que hoje é de propriedade da União, o que impede que a prefeitura faça investimentos, mesmo que do DADETUR – Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos, por exemplo, no local.

ESTRUTURA 

Caso o projeto se concretize, é imprescindível que a prefeitura tenha a posse do imóvel para que obras de infraestrutura adequadas, considerando as características da construção, sejam promovidas no local como área de alimentação e promoção de artesanato, por exemplo. “Essas adequações só poderão ser feitas pela prefeitura depois que o imóvel passar a ser propriedade do município. Vai ser interessante para impulsionar o turismo e a economia local, que é baseada no turismo”, completou Luciana.  

PRÓXIMO PASSO 

Depois da formalidade de intenções entre prefeituras de Águas da Prata e Poços de Caldas, a próxima etapa é comunicar ao governador de Minas, Romeu Zema, sobre o interesse pratense no projeto, o que deve acontecer nos próximos dias.  

APOIO DE SÃO PAULO 

O prefeito Carlos Henrique disse que já está agendando uma reunião com Marco Vinholi, Secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, para tratar do assunto. “ Vou me empenhar para que o governo paulista também colabore e assim tenhamos um esforço conjunto de Minas e São Paulo para que esse projeto se realize o quanto antes”, finalizou o prefeito pratense.