Saiba como a ansiedade pode afetar o desenvolvimento de um aluno

0
123

A ansiedade na volta às aulas é uma reação humana natural, especialmente no caso dos alunos que estão ingressando na faculdade. Normalmente, diante de uma nova situação, precisamos de um tempo de adaptação. No entanto, os alunos dos últimos anos também não escapam do tema, pois estão preocupados com o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), tradicionalmente responsável por muita angústia e algumas noites em claro.

Ciente da problemática, a UNIFAE abriu a caixa de perguntas do Instagram para que os alunos pudessem enviar perguntas para Letícia Lo Duca Trentino, psicóloga clínica e docente, que tratou os temas em entrevista para a TV UNIFAE, disponível no YouTube (Clique aqui).

Mestre em Psicologia clínica pela PUC-SP (2010), pós-graduada em abordagem junguiana pelo COGEAE/PUC-SP (2005) e graduada em Psicologia pela PUC-SP (2002), Letícia já atuou também em serviços da Saúde Pública e da Assistência Social.

A psicóloga explica que, toda vez que fazemos uma escolha, somos responsáveis por ela: “Para os jovens, é o começo de um processo para a entrada na vida adulta, quando surgem inúmeras responsabilidades e ainda têm muitas dúvidas: Será que escolhi bem? É a hora certa? Vou conseguir me dar bem no curso? Além disso, o início da vida acadêmica requer uma série de mudanças: nova cidade, afastamento dos pais ou até mesmo mudança de status social.”

Diante de tudo isso, não é raro que alguns ingressantes na faculdade se intimidem e tranquem a matrícula logo em seguida, argumentando não ser aquilo que pensavam. Letícia Trentino comenta que é preciso relativizar as expectativas: “Passar por dificuldades em uma matéria ou outra é natural. Talvez seja uma área que exija mais dedicação e prepare o estudante para enfrentar os obstáculos que aparecerem pela frente.”

Uma certa dose de ansiedade é importante no período de adaptação, porque nos deixa mais atentos e concentrados para uma nova fase de vida. No entanto, é preciso buscar ajuda profissional quando foge do controle: “A ansiedade em grau elevado traz perda de concentração e inibe o contato social. Se este for o caso, o estudante vai precisar de um acompanhamento psicológico para ajudá-lo no processo.”, recomenda Letícia.

Em relação aos alunos concluintes, Letícia enfatiza que se trata de um outro momento, pois marca o término da graduação: “É um misto de muitas emoções positivas e negativas. Envolve alegria, motivação e alívio, mas também tristeza pelo fim da vida estudantil e medo e ansiedade em relação ao futuro. É quando a pessoa diz: ‘E agora?’. Embora, de fato, o TCC exija muito, talvez seja necessário mudar a forma de olhar para ele, pois é um momento de mergulhar em um tema com o qual o estudante se identifique, para que resulte num trabalho autoral do qual se orgulhe muito, e que reflita tudo aquilo que aprendeu e é capaz de realizar.”

NEAP – A Clínica de Psicologia da UNIFAE está disponível para atendimento gratuito aos alunos. Letícia lembra que a Psicologia nos ajuda a compreender o que está acontecendo ao nosso redor e dentro da gente: “Desta forma, ao invés de simplesmente reagir a uma emoção, ampliamos a consciência sobre diversas questões e também podemos agir melhor.”

O NEAP fica na Av. Dr. Oscar Pirajá Martins, 545 – Jardim Santo André, em São João da Boa Vista. Telefone: (19) 3636-3321