Reunião discute combate a dengue, febre amarela e escorpiões

986
- Publicidade -
- Oferecimento -

As ações do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) foram tema de uma reunião, nesta quinta-feira, dia 8, na Prefeitura de São João da Boa Vista.

Convocados pelo prefeito Vanderlei Borges de Carvalho, estiveram presentes o chefe de Gabinete José Carlos da Silva Dória; o diretor do Departamento de Saúde, Lúcio Doval; o administrador do Cemitério Municipal, Carlos Ignácio; e o coordenador do CCZ, Marcelo Menato.

Entre os assuntos abordados, a estratégia do controle de vetores da febre amarela e dengue e o combate à proliferação de escorpiões.

Segundo Lúcio Doval, em relação à dengue, o trabalho apresenta alto índice de efetividade, em função da atuação constante de uma equipe de 13 agentes ambientais, que visitam bairros, casa a casa, orientando a população a eliminar criadouros do mosquito aedes aegypti. Em 2017, foram registrados 6 casos de dengue. Esse ano, até o momento, houve 1 caso positivo.

Sobre a febre amarela, após a confirmação da contaminação de uma mulher de 40 anos, na zona rural de São João da Boa Vista, a Prefeitura intensificou a vacinação em todas as unidades de saúde. Até 5 de março foram aplicadas 48 mil doses da vacina; a meta do Departamento de Saúde é imunizar cerca de 90 mil pessoas.

Escorpiões

Indagado pelo prefeito, acerca das recentes reclamações de moradores do Parque dos Jequitibás, sobre o aparecimento de escorpiões no bairro, o coordenador do CCZ, Marcelo Menato, afirmou que, nos registros de 2017, consta apenas uma denúncia referente à presença de escorpiões na área.

Nos três primeiros meses deste ano, segundo o coordenador, o CCZ também recebeu uma reclamação do Parque dos Jequitibás. Todas as notificações de ocorrência de escorpião são verificadas pela equipe do CCZ.

Durante a visita domiciliar, os munícipes recebem o folheto informativo com procedimento de manejo ambiental a ser adotado nas residências.

Providências

Nos próximos 30 dias, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), em conjunto com o Departamento de Meio Ambiente, promoverá capacitação de agentes para captura de escorpiões. Estes profissionais serão designados para um trabalho específico no Cemitério Municipal São João Baptista, e em regiões da cidade cujo aparecimento de escorpiões tem aumentado.

Orientações

  • Mantenha sempre limpos os jardins e quintais, aparando sempre a grama e vegetações rasteiras.
    • Evite o acúmulo de entulhos e materiais empilhados, tais como: madeiras, tijolos, pedras ou outros restos de materiais de construção nas proximidades das casas.
    • Elimine corretamente o lixo doméstico e o material proveniente da varredura de quintais e áreas externas evitando o acúmulo de folhas, gravetos nas proximidades das casas.
    • Limpe periodicamente terrenos baldios.
    • Mantenha vedada bem as frestas em portas, janelas, muros, pisos e paredes. Evite paredes sem revestimento.
    • Coloque telas em ralos de esgoto e águas pluviais.
    • Preserve os inimigos naturais dos escorpiões: corujas, lagartos e sapos.
    • Controle a proliferação de insetos que servem de alimento para os escorpiões principalmente as baratas.

Como evitar acidentes?

  • Vistorie bem as roupas e calçados antes de vesti-los.
    • Mantenha limpas as gavetas e armários.
    • Mantenha afastados os móveis, as camas e berços das paredes.
    • Inspecione frequentemente atrás de sofás, quadros e móveis.
    • Use proteção para as mãos (luvas de raspa) quando for remover pedras, madeiras, materiais para construção e entulhos.
    • O que fazer em caso de ACIDENTE?
    • Em caso de ser picado por um escorpião, procure imediatamente um posto de atendimento médico.

Foto: José Carlos Dória (chefe de Gabinete), Carlos Ignácio (administrador do Cemitério), prefeito Vanderlei, Lúcio Doval (diretor de Saúde), Marcelo Menato (coordenador do CCZ).

Veja aqui mais notícias sobre São João da Boa Vista.

Fonte: Prefeitura Municipal de São João da Boa Vista – SP

- Oferecimento -