domingo, janeiro 17, 2021

Profissionais de delivery em São João serão testados para Covid-19

Destaques

Munícipe apresenta projetos para pessoas com deficiência

Maria Helena Nora, ativista dos direitos das pessoas com deficiência, foi recebida pela prefeita Teresinha, na última semana. Ela...

São João da Boa Vista confirma mais duas mortes pela Covid-19 na cidade

O Departamento Municipal de Saúde da Prefeitura de São João da Boa Vista confirmou, nesta terça-feira (12 de janeiro),...

Médico coordenador da UTI de Espírito Santo do Pinhal morre vítima da Covid-19: ‘Um herói’

Morreu na manhã desta quarta-feira (6), em Piracicaba (SP) o médico mogimiriano Luiz Fernando Zarpão, coordenador da UTI (Unidade...
Avatar
Rafael Arcurihttps://facebook.com/orafaelarcuri
Rafael trabalha na redação do Fala São João desde sua fundação em 2011. Nos anos seguintes, ele liderou o setor de marketing da empresa e publicou mais de 4.000 artigos — um mix de notícias de última hora, notícias policiais, notícias políticas e muito mais.
- Publicidade -


Recomendação é para que os entregadores façam primeiro o cadastro no site da Prefeitura 

Começa na segunda-feira, 21 de setembro, o serviço de cadastramento dos profissionais do ramo de delivery (motos e carros), que trabalham diariamente com o transporte de alimentos e outros produtos em São João da Boa Vista, vinculados a centrais ou autônomos.

Nesta etapa, com duração de 30 dias, os profissionais devem acessar o site da Prefeitura (www.saojoao.sp.gov.br) e informar os dados cadastrais com a exigência do nome, endereço, telefone, entre outras informações.

O serviço está ligado ao Decreto nº 6.520, publicado em 17 de agosto, que institui medidas para a operacionalização da portaria CVS 13, no âmbito municipal, dispondo efetivação da prevenção à doença causada pelo novo coronavírus para profissionais de coleta e entrega de mercadorias. 

Posteriormente, numa próxima fase, os 500 primeiros cadastrados serão convocados por telefone para a realização dos testes gratuitos para Covid-19, e também para o recebimento de adesivos reflexivos de identificação, que deverão ser afixados no veículo.

“A atividade dos entregadores se tornou essencial para a garantia do isolamento social durante a pandemia, mas pensando na exposição destes profissionais ao risco de contágio e possível disseminação da Covid-19, se tornou fundamental um trabalho de promoção e proteção da saúde desta classe de trabalhadores”, afirma Jacqueline Cândido, chefe do Setor de Vigilância à Saúde do Trabalhador.

A ação é baseada numa intimação enviada pelo Ministério do Trabalho a todos os municípios do Estado de São Paulo, com execução das Prefeituras em parceria com o LaCTAD (Laboratório Central de Tecnologias de Alto Desempenho) da UNICAMP, local onde os exames serão analisados.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Supermercado Fonseca vai gerar 200 empregos

Representantes do Supermercado Fonseca foram recebidos pela prefeita Teresinha, na tarde desta quinta-feira (14). A tônica do encontro foi...
- Publicidade -

Posts Relacionados

- Publicidade -