PREFEITURA E FUNDAÇÃO PARQUE FLORESTAL JÁ TRABALHAM NUM EVENTUAL PLANO DE REFLORESTAMENTO DA ÁREA AFETADA EM ÁGUAS DA PRATA

0
111

A prefeitura de Águas da Prata já contatou a Fundação Parque Florestal
para uma eventual elaboração de plano para o reflorestamento da área de
mata atingida pelos incêndios. Esse é um trabalho que precisa ser feito
com planejamento dadas as condições do solo e, portanto, no momento
certo.

Breve o trabalho de recuperação deve começar, se for essa a estratégia
necessária. É importante que sejam observadas as espécies nativas até
para que o ecossistema afetado seja respeitado. Há casos em que o
reflorestamento não é indicado sendo que a recuperação natural da mata
pode ser melhor. Todas essas questões devem ser avaliadas agora.

IMAGENS AÉREAS
Na manhã desta terça, 15, uma equipe da prefeitura esteve na fazenda
Califórnia, que faz divisa com Parque Estadual de Águas da Prata,
captando imagens de solo e aéreas de pontos afetados pelo fogo.

FOCO COMBATIDO
Um novo foco foi observado, logo no início do dia, mas também já foi
controlado. Comando faz voos de reconhecimento para avaliar situação da
área afetada.

PESSOAL DE COMBATE
A temperatura é de 30 graus com ventos de 11 km/h. A Polícia Ambiental
relacionou pessoal que está na linha de frente do trabalho de combate
que começou há 10 dias:
•       27 bombeiros
•       09 VIATURAS CB, sendo 2 AT
•       01 veículo da prefeitura
•       03 funcionários da prefeitura
•       04 bombeiros civis
•       03 voluntários
•       02 integrantes da Fundação Florestal
•       01 viatura de policiamento ambiental com 03 policiais
•       01 viatura de policiamento de área
•       01 viatura  de policiamento rodoviário
•       01 caminhão pipa
•       01 caminhão pipa Renovias
•       02 águias
•       01 aeronaves asa fixa
•       01 ambulância prefeitura com 1 motorista

POSTO DE COMANDO AEROPORTO
•       12 PM grupamento aéreo
•       07 bombeiros
•       03 caminhões – pipa para abastecimento de aeronaves
A prefeitura de Águas da Prata pede que as pessoas não adentrem a mata
por questões de segurança.

Prefeitura de Águas da Prata