Prefeitura de Águas da Prata participa do combate ao incêndio no Pico do Gavião entre, São Paulo e Minas

0
181
Oferecimento: Academia iFitiness

Os incêndios que castigam a Serra da Mantiqueira, na região de Andradas/MG há uma semana, romperam a divisa e atingem agora parte da Serra que fica no estado de São Paulo. As chamas colocaram em alerta os responsáveis pelo “Pico do Gavião”, um dos locais de maior visitação turística da região e onde fica a sede do Clube de Voo Livre Gavião. O morro faz divisa entre os estados de Minas e São Paulo.

O prefeito de Águas da Prata, Carlos Henrique Dezena, esteve no local e disse que a prefeitura de Águas da Prata também está empenhada neste combate. Ele se reuniu com o presidente do Clube de Voo Livre, Pedro Dória Neto, que comanda as ações no Pico do Gavião.

Bombeiros de Minas Gerais estão no combate por terra e ar com o apoio de dois helicópteros da corporação. Próximo ao Pico eles recebem apoio dos bombeiros paulistas e de brigadistas de Águas da Prata. Dois aviões particulares foram contratados por proprietários de terras próximas às áreas atingidas também fazem o combate por ar.

Os focos na área do Parque Estadual, em Águas da Prata, foram controlados. A prefeitura já está em entendimentos com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e com a Fundação Parque Florestal para planejar um eventual reflorestamento das áreas atingidas no parque respeitando o bioma do local.

Os incêndios que castigam a Serra da Mantiqueira, na região de Andradas/MG há uma semana, romperam a divisa e atinge agora parte da Serra que fica no estado de São Paulo. As chamas colocaram em alerta os responsáveis pelo “Pico do Gavião”, um dos locais de maior visitação turística da região e onde fica a sede do Clube de Voo Livre Gavião. O morro faz divisa entre os estados de Minas e São Paulo.

O prefeito de Águas da Prata, Carlos Henrique Dezena, esteve no local e disse que a prefeitura de Águas da Prata também está empenhada neste combate. Ele se reuniu com o presidente do Clube de Voo Livre, Pedro Dória Neto, que comanda as ações no Pico do Gavião.

Bombeiros de Minas Gerais estão no combate por terra e ar com o apoio de dois helicópteros da corporação. Próximo ao Pico eles recebem apoio dos bombeiros paulistas e de brigadistas de Águas da Prata. Dois aviões particulares foram contratados por proprietários de terras próximas às áreas atingidas também fazem o combate por ar.

Os focos na área do Parque Estadual, em Águas da Prata, foram controlados. A prefeitura já está em entendimentos com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e com a Fundação Parque Florestal para planejar um eventual reflorestamento das áreas atingidas no parque respeitando o bioma do local.