sábado, janeiro 16, 2021

Prefeitura de Aguaí recebe relatório de mapeamento produzido pelo IPT, para auxiliar Defesa Civil

Destaques

Munícipe apresenta projetos para pessoas com deficiência

Maria Helena Nora, ativista dos direitos das pessoas com deficiência, foi recebida pela prefeita Teresinha, na última semana. Ela...

São João da Boa Vista confirma mais duas mortes pela Covid-19 na cidade

O Departamento Municipal de Saúde da Prefeitura de São João da Boa Vista confirmou, nesta terça-feira (12 de janeiro),...

Médico coordenador da UTI de Espírito Santo do Pinhal morre vítima da Covid-19: ‘Um herói’

Morreu na manhã desta quarta-feira (6), em Piracicaba (SP) o médico mogimiriano Luiz Fernando Zarpão, coordenador da UTI (Unidade...
- Publicidade -



Aguaí implantou em 2019 sua Defesa Civil, bem como constituiu a Comissão Municipal de Defesa Civil (COMDEC), com isso a Prefeitura recebeu nessa semana do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Casa Militar, um Relatório de Mapeamento de áreas de alto risco, a respeito de deslizamentos e inundações.

O documento apresenta um amplo relatório com apontamento dos resultados do mapeamento realizado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo – IPT, por meio da Seção de Investigações, Riscos e Desastres Naturais – Sirden, do Centro de Tecnologias Geoambientais – CTGeo , sem quaisquer custos para o Município. O mapeamento utilizou a metodologia desenvolvida pelo IPT para o Ministério das Cidades e adotada em todo o país.

Os trabalhos de campo foram executados pela equipe técnica do IPT e participaram do processo o secretário de Segurança Pública, Defesa Social e Patrimonial, Osvaldo Vergílio Júnior; o coordenador municipal de Defesa Civil e comandante da Guarda Civil Municipal, Agnaldo Leandro Romualdo; e o gerente técnico e GCM Anderson Rodrigo Marques Moura.

O município já tinha um Plano Diretor de Macrodrenagem e o relatório do IPT vem complementar o diagnóstico de drenagem de Aguaí. A Prefeitura inclusive já realizou travessia e parte da canalização de um dos pontos citados, que é o Córrego Maria Júlia, e solicitou a conclusão da obra para o Governo Estadual por meio do Programa FeHidro.

“ O mapeamento permitirá uma série de medidas, ações, planos e projetos para o Poder Público atuar junto aos problemas encontrados, sendo realizado por um órgão internacionalmente reconhecido, que é o        IPT”, destacou o prefeito Alexandre de Araújo.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Prefeita visita Unidades de Saúde e acompanha atendimentos no Centro Covid

A prefeita Teresinha dedicou a semana para visitar algumas Unidades Básicas de Saúde, a UPA (Unidade de Pronto Atendimento)...
- Publicidade -

Posts Relacionados

- Publicidade -