EMEB João Batista Scannapieco agora tem ginásio poliesportivo

0
574
Oferecimento: Academia iFitiness

Unidade escolar do bairro Durval Nicolau conta com 430 alunos; deste total, 158 crianças frequentam o período integral 

O ginásio poliesportivo construído na Escola Municipal de Ensino Básico (EMEB) Profº João Batista Scannapieco deve ser liberado para o uso de atividades físicas, competições e eventos na metade do mês de dezembro, de acordo com o cronograma da obra.

Construído na mais nova unidade escolar da Prefeitura, no bairro Durval Nicolau, o ginásio ocupa uma área de 952, 42 m², e conta com arquibancadas e uma quadra com as dimensões de 36 metros de comprimento por 24 metros de largura.

Segundo a engenheira do Departamento de Gestão e Planejamento Urbano, Dulcyneia Paiva de Medeiros Lima, responsável pela elaboração do projeto, restam detalhes para a finalização.

“Estamos na fase de pintura, fechamento da lateral e execução dos passeios externos”, explica.

 A escola conta, atualmente, com 430 alunos. Deste total, 158 frequentam o período integral, que é quando as crianças realizam oficinas educativas no contra turno do ensino regular.

Diretora do Departamento de Educação, a professora Maria Helena Angelini Santana afirma que a quadra é aguardada com ansiedade tanto pelos alunos quanto pelos professores.

 “O ginásio oferece mais liberdade para atividade física, período integral, festividades, eventos, formatura, tudo. Eu calculo que até o final do ano será feita a inauguração”, diz.

Karina Rodrigues é uma das professoras de educação física da escola. Segundo a profissional, a qualidade do trabalho irá aumentar após a execução da obra.

“Quando a gente fala na construção de uma quadra poliesportiva, a finalidade vai muito além da infraestrutura que o espaço oferece para que as aulas de educação física sejam ministradas com qualidade. Isso faz com que a quadra seja um espaço chave da escola hoje”, garante.

Enquanto a quadra é concluída, as crianças praticam as atividades recreativas no futuro auditório da escola.

“Acho que o pátio é pequeno. No ginásio vai ter mais espaço para gente correr. Vai ficar muito legal”, diz a estudante Ana Júlia Bárbara, de 10 anos.

Acompanhando diariamente o desempenho dos alunos, a diretora da escola Elisete Nogueira percebe que as crianças estão na expectativa.

“O entusiasmo é total. É muito cansativo para eles ficar o tempo todo na sala de aula. Eles não veem a hora de entrarem na quadra. Isso é muito importante”, pontua Elisete.