Decreto prevê a abertura de alguns estabelecimentos específicos em Águas da Prata

0
178

A prefeitura municipal baixou decreto alinhado com as determinações do Plano São Paulo para o início da retomada gradual da economia no Estado.

 Em linhas gerais, Águas da Prata segue com poucas alterações. Na prática o que muda é que Imobiliárias, Escritórios de Contabilidade e Estabelecimentos comerciais ficam liberados para o atendimento ao público desde que respeitadas algumas regulamentações (exceto Bares, Restaurantes, lanchonetes, cafés e similares que continuam com permissão apenas para “Delivery”):

  • Atendimento ao público de segunda à sexta das 10h00 às 16h00 e sábados das 08h00 às 12h00
  • Para evitar aglomeração Apenas 20% do espaço que normalmente era reservado ao público deve ser ocupado
  • Será permitido o atendimento somente para pessoas portadoras de máscaras de proteção facial.
  • Funcionários também devem usar máscaras durante todo o expediente.
  • O Uso de álcool gel deve ser oferecido pelo estabelecimento, tanto para funcionários quanto para o público.

QUARENTENA CONTINUA
É importante que a população continue vigilante quanto aos cuidados de higiene e isolamento social, mesmo a partir de amanhã ( 01/06 ) quando o início da flexibilização deve permitir a abertura controlada de alguns estabelecimentos comerciais para o atendimento ao público.

A prefeitura de Águas da Prata ressalta ainda que os pontos turísticos da cidade, como as cachoeiras, as “barraquinhas” do Parque Estadual ( Bosque ) e até as fontes de água continuam fechados para o público, mesmo a partir desta segunda feira, 01.

“Além de nos manter vigilantes quanto aos cuidados que estamos tendo até aqui e que precisam continuar, precisamos ser solidários com nossos colegas comerciantes que não foram contemplados nessa fase. Se mantivermos a quarentena e os números baixos, podemos passar para a próxima fase, mas se os números não forem favoráveis, podemos regredir”, disse o prefeito Carlos Henrique Dezena.

EVOLUÇÃO
Caso os números em Águas da Prata sejam favoráveis, no próximo 15 de junho, a cidade passa para a fase 3, amarela, de flexibilização, em que poderão ser abertos também salões de beleza e bares e restaurantes. Mas sempre obedecendo critérios que foram estabelecidos pelo governo paulista.

REGRESSÃO
Caso os números sejam desfavoráveis, a cidade pode regredir e voltar para a fase 1, vermelha, que é a fase de contaminação e de abertura somente de setores considerados essenciais [logística, segurança, abastecimento e saúde].

O decreto na íntegra está publicado no site da prefeitura de Águas da Prata.

http://www.aguasdaprata.sp.gov.br/dmdocuments/ee1714452c29177c49de.pdf