Campanha agosto dourado enfatiza importância do aleitamento materno

32
- Publicidade -
- Oferecimento -

Ação de estudantes da Medicina UNIFAE orienta a população e esclarece dúvidas

“O aleitamento materno é uma proteção integral para o bebê em todos os aspectos. A criança amamentada é mais serena, além de ter alto índice de prevenção a diversas doenças ao longo de toda a vida. ”, explica Fátima Livorato, professora do curso de Medicina. “Assim sendo, os benefícios da prática se estendem não só para a criança e a mãe, mas para a sociedade como um todo. ”

Com o objetivo de conversar com a comunidade sobre a campanha Agosto Dourado, de incentivo ao aleitamento materno, docentes e alunos de Medicina da UNIFAE estiveram na Praça Joaquim José, no centro de São João da Boa Vista, na última quinta-feira de agosto (29).

Giovanna Del Bel, estudante do 6º período de Medicina, acredita que a importância de campanhas como esta é fazer chegar à população informações as quais, muitas vezes, não tem acesso: “De uma forma descomplicada, pudemos conversar sobre o tema e esclarecer dúvidas de quem passava pelo local. ”   

A Organização Mundial da Saúde recomenda que o aleitamento materno deve ser exclusivo até os seis meses. Após esse período, a indicação é introduzir outros alimentos para complementar a dieta dos pequenos. O leite materno é tão rico que deve ser mantido, no mínimo, até os dois anos de idade. Os benefícios do aleitamento materno são incontáveis, entre eles, a diminuição do risco de mortalidade em recém-nascidos e a redução do risco de leucemia infantil, sem falar na importância para o fortalecimento do vínculo entre a mãe e o bebê, fundamental para o desenvolvimento da criança.

Portanto, mesmo quando existe algum tipo de dificuldade, como pouca produção de leite, dificuldade de o bebê sugar ou rachaduras no seio que tornam o aleitamento doloroso, é importante manter a calma e encorajar a mãe, que deve ser acolhida, respeitada e ter o descanso necessário para fazer do aleitamento um momento precioso de intimidade, que fortalece a saúde e os laços de amor. 

Saiba porque o leite materno é tão bom

Além das imunoglobulinas, que servem para imunizar os bebês nos primeiros dias de vida, o leite materno é fonte de carboidrato, assegurando o fornecimento de energia, hidratação, proteínas, fósforo, entre outros nutrientes.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o aleitamento materno reduz em até 19% o risco de leucemia na infância e também previne o câncer de mama da mãe. O leite materno auxilia no combate às bactérias e no fortalecimento do sistema de defesa do bebê, sendo que nenhum outro alimento fabricado possui esses benefícios. Não existe leite fraco ou forte demais, esse é um mito que assusta algumas mães.

O leite produzido é perfeito para o bebê e com a qualidade necessária para suprir as suas necessidades nos primeiros anos de vida. Estudos realizados em diferentes partes do mundo sugerem que a amamentação não só melhora a inteligência na idade adulta, mas também tem efeito tanto no nível individual quanto social, aumentando os níveis de escolaridade e aquisição de habilidades.

- Oferecimento -