Assembleia Legislativa instala frente parlamentar em defesa das Apaes  

0
171
Frente Parlamentar em Defesa das Associações dos Pais e Amigos do Excepcionais (Freapaes) será instalada nesta sexta-feira (28) com a meta de fortalecimento das entidades que atendem 15 mil deficientes no Rio Grande do Sul.

A Assembleia Legislativa instala nesta sexta-feira (28) a Frente Parlamentar em Defesa das Associações dos Pais e Amigos do Excepcionais (Freapaes). A cerimônia virtual terá a presença do presidente do parlamento gaúcho, deputado Ernani Polo e do proponente de criação da Freapaes, deputado Paparico Bacchi, além dos 39 deputados que integram o grupo parlamentar criado com o objetivo de promover o debate e ampliar o conhecimento sobre as questões relacionadas às Apaes.

O presidente da Federação das Apaes do Rio Grande do Sul, Afonso Tochetto, apoia a iniciativa e também confirmou presença. A entidade, fundada em 1993, atua há 25 anos no assessoramento às APAES do Rio Grande do Sul e em defesa das pessoas com deficiência intelectual e múltipla. Entidade beneficente, sem fins lucrativos, a Feapaes promove capacitações, cursos e desenvolve projetos que beneficiam atualmente as 205 associações em diversas regiões do Estado.

Paparico Bacchi ressalta que a proposta do plano de trabalho da frente terá como foco o fortalecimento das Apaes. O líder da bancada do Partido Liberal afirma que entre os objetivos está a promoção do conhecimento por parte das autoridades governamentais e de toda a sociedade gaúcha, acerca das necessidades e meio de ajuda às entidades atendem mais de 15 mil pessoas.

“Urge a necessidade de apoiar o trabalho das Apaes no Rio Grande do Sul. Estas associações são parceiras da sociedade e indispensáveis no processo de ensino, inclusão e empoderamento dos deficientes e seus familiares. Mais de 12 milhões de brasileiros sofrem algum tipo de deficiência e aproximadamente seis mil gaúchos estão em situação de vulnerabilidade social. É preciso agir para reverter este quadro e garantir um futuro digno para quem precisa”, afirma o deputado Paparico Bacchi.