Águas da Prata realiza “caça aos criadouros” de mosquito da dengue

311
- Publicidade -
- Oferecimento -

A prefeitura de Águas da Prata, através do Centro de Epidemiologia realizou no último sábado, 23, um mutirão de coleta dos criadouros do mosquito Aedes Aegypti nos bairros São Judas Tadeu e N.S. de Lourdes. A população colaborou colocando todo o material descartado que poderia servir de criadouro na calçada. Um carro de som seguiu na frente do caminhão anunciando a coleta.

CONTINUA
A campanha continua com a visita dos agentes a todas as residências do município orientando os moradores sobre como proceder para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti que é o vetor de transmissão da Dengue, Zica e Chikungunya. Atitudes simples como colocar areia na base dos vasos de plantas, virar as garrafas de boca para baixo e descartar todo tipo de material que possa acumular água limpa são a grande arma para o combate ao mosquito.

RECOMENDAÇÕES
De acordo com a FIOCRUZ – Fundação Osvaldo Cruz, pesquisas realizadas em campo indicam que os grandes reservatórios, como caixas d’água, galões e tonéis são os criadouros que mais produzem Aedes aegypti e, portanto, os mais perigosos.

Contudo, o grande desafio é conscientizar a população sobre a importância de não descuidar da atenção a pequenos reservatórios, como vasos de plantas, calhas entupidas, garrafas, lixo a céu aberto, bandejas de ar-condicionado, poço de elevador, entre outros.

ÁGUA LIMPA
O Aedes aegypti coloca seus ovos, preferencialmente, nas paredes de criadouros com água limpa e parada, bem próximo à superfície da água. Daí a importância de lavar, com escova ou palha de aço, as paredes dos recipientes que não podem ser eliminados, onde o ovo pode permanecer grudado.

Veja aqui mais notícias sobre Águas da Prata.

Fonte: Prefeitura Municipal de Águas da Prata – SP

- Oferecimento -