Águas da Prata intensifica a fiscalização dos acessos ao município e orienta pessoas a não visitarem a cidade

0
63

Com auxílio das Policias Militar Rodoviária e Urbana, a prefeitura de Águas da Prata está intensificando a fiscalização da entrada ou passagem de veículos pelo perímetro urbano do município. A cidade é “cortada” pela rodovia SP 342 que liga os estados de São Paulo e Minas Gerais. Por causa dessa peculiaridade, um bloqueio da rodovia não é possível.

MEGA FERIADO
A preocupação é com a antecipação dos feriados na capital do estado que pode facilitar e até estimular a ida de turistas para Águas da Prata. “Estamos nessa luta, já há dois meses, para manter a cidade com baixos índices de contaminação. O momento não é para recebermos visitantes. Tem sido uma verdadeira tortura para todos nós pedirmos que não visitem a cidade, mas é preciso”.

ESFORÇO E RESULTADOS
Desde que a pandemia foi anunciada, a prefeitura pratense vem adotando várias medidas para o enfrentamento da crise. Um comitê específico foi montado e, presidido pelo próprio prefeito, tem trabalhado todos os dias nesse sentido com apoio dos servidores e da própria população da cidade. O esforço está dando resultados. A cidade teve apenas um caso de Covid 19 confirmado e recuperado.

ABORDAGEM COM ORIENTAÇÃO
“Não temos estrutura de saúde para suportar uma eventual pandemia. Fomos pegos de surpresa com esse decreto na capital. Estamos intensificando essa fiscalização com apoio da polícia e orientando quem eventualmente vier de fora a não permanecer na cidade. É o que podemos fazer. Vamos organizar uma abordagem mais ampla e tentar contornar essa questão da melhor maneira possível”.

BLOQUEIO IMPOSSÍVEL
O prefeito deixou claro que não é possível fechar a cidade por questões geográficas e por uma rodovia ser estadual que vem de um estado e passa por dentro do outro até a outra divisa.

Com 139,6 km de extensão, a SP 342 (Governador Adhemar Pereira de Barros) é uma das principais ligações da região de Campinas e da região Metropolitana de São Paulo ao Sul de Minas. A estrada corre quase completamente no sentido Sul-Norte. “Não posso fechar a cidade e interromper a ligação entre dois estados. Precisamos contar com o bom senso e o respeito de todos nesse momento”, finalizou o prefeito.

APOIO DA RENOVIAS
A prefeitura está em contato com a Renovias, concessionária responsável pela administração do trecho da rodovia que compreende Águas da Prata, solicitando apoio com pessoal e sinalização das entradas para que o trabalho seja feito com maior segurança.